???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unifacs.br/tede/handle/tede/470
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRIBEIRO, Joselito de Macêdo-
dc.contributor.advisor1PEDRÃO, Fernando Cardoso-
dc.contributor.referee1UZEDA, Jorge Almeida-
dc.contributor.referee2SOUZA, Regina Celeste de A.-
dc.contributor.referee3DIAS, Acácia Batista-
dc.contributor.referee4DIAS FILHO, José Maria-
dc.date.accessioned2017-07-03T12:40:07Z-
dc.date.issued2014-12-09-
dc.identifier.citationRIBEIRO, Joselito de Macêdo. O sistema produtivo da mandioca e seu aproveitamento industrial no Estado da Bahia: estudo de caso nos territórios de identidade Portal do Sertão, Vitória da Conquista e Recôncavo. 2014. 216p. Tese Desenvolvimento Regional e Urbano - UNIFACS - Universidade Salvador, Salvador .por
dc.identifier.urihttp://teste.tede.unifacs.br:8080/tede/handle/tede/470-
dc.description.resumoA mandioca é um dos principais alimentos na mesa do povo brasileiro, principalmente do nordestino. O consumo é feito nas refeições diárias, em forma de farinha e usada na elaboração de iguarias derivadas desse tubérculo, constituindo-se numa fonte de energia necessária para o ser humano e animal. É cultivada em quase todo o país, em áreas impróprias para as outras culturas, pois não exige solos com alta fertilidade e é adaptável à seca. O objetivo do estudo é analisar como se processa o sistema da cadeia produtiva da mandioca e seu aproveitamento pela indústria, na Bahia, através de um estudo de caso em três territórios de identidade, em propriedades domésticas, familiar e cooperativa que trabalham com mandioca, desde o plantio até a comercialização dos produtos dessa cultura e se ela tem contribuído para o desenvolvimento regional. A pesquisa teve caráter exploratório através dos meios bibliográfico, documental e de campo, cujo procedimento técnico consistiu-se em um estudo de caso. Os dados foram coletados com aplicação de questionários e observações diretas junto a uma amostra de oitenta e sete produtores rurais e uma cooperativa, pela técnica de amostragem não probabilística intencional ou por julgamento. Pode-se concluir que a cadeia produtiva da mandioca não se encontra capacitada e organizada para transformar as oportunidades que o mercado possa oferecer e, com isso, contribuir para o desenvolvimento regional. Na Bahia, a mandioca, se comparada às outras culturas, encontra-se em situação marginal, visto que as limitações tecnológicas, a falta de políticas públicas e a expansão assimétrica do capitalismo que dividiu os produtores em dois segmentos: o que usa a tecnologia para extrair da raiz da mandioca os produtos derivados e o que permanece usando o meio manual para esse fim, contribuíram para o esfacelamento da cadeia produtiva. Os produtores que permanecem no campo são aqueles excluídos pelo capitalismo. Apurou-se ainda que a cultura da mandioca, embora tenha servido para sustentar as famílias dos produtores, não tem contribuído para a permanência do homem no campo, pois os trabalhadores envelheceram e os jovens não querem permanecer por lá. Nas cooperativas verificou-se que, apesar de restringirem a extração dos produtos resultantes da mandioca (fécula ou produção da farinha), encontram-se organizadas para atenderem os produtores cooperados e aproveitarem as oportunidades mercadológicas. Para cultivar mandioca, faltam políticas públicas e de tecnologia, os retornos com a produção são pequenos, a quantidade de pesquisa é pequena, a demanda tem diminuído e não há investimento no setor que trabalha com a mandioca.por
dc.description.abstractCassava is one of the principle foods consumed in Brazil, especially in the Northeast of the country. It is eaten with daily meals, in the form of flour and in the preparation of specific dishes in which this tuber is a fundamental ingredient, and is a prime source of energy for humans and animals. It is cultivated in almost the entire country, usually in areas inappropriate for other crops as it doesn’t require highly fertile soil and adapts well to dry climate. The objective of this study is to analyze how the production chain system for cassava and it derivative operate in Bahia. The study consists of a case study in three regions, domestics and family properties and cooperative that work with cassava, from the planting stage to the commercialization of products derived from the crop, and aims to determine if this industry has contributed to regional development. This exploratory study utilized bibliographical, documentary and field study methods. Data collection techniques included questionnaires and direct observation, together with a sample group consisting of 83 rural producers and one cooperative, selected according to either intentional probabilistic sampling technique or judgment sampling technique. It can be concluded that the cassava production chain is not capacitated or sufficiently organized to take advantage of the opportunities that the market offers. Thus, failing to fully contribute to regional development. In Bahia, cassava production, in comparison to other crops, is precarious, due to technological limitations, lack of public policy-making and the asymmetrical expansion of capitalism that divided producers into two groups: those that employ technology to extract the cassava root, and subsequent bi-products, and those that continue using manual methods. These factors have contributed to the weakening of the value/production chain. The individual producers that remain in rural areas are those that have been excluded from the capitalist system. It was found that cassava production, whilst sustaining the families of these producers, did not encourage rural workers to continue living in rural areas, since the young rural residents have, in general, not chosen to continue the work of the previous generation. In the cooperatives, it was found that, despite restricting the range of products extracted from cassava (usually starch or flour), they were sufficiently organized to meet the needs of producers and take advantage of market opportunities. Cassava production lacks public policy initiatives and technology. Profits are small, as is the quantity of studies in the area. Furthermore, demand has fallen away and there is a lack of investment in the sector that exploits cassava.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Roseli Araujo ([email protected]) on 2017-07-03T12:40:07Z No. of bitstreams: 1 Tese JOSELITO DE MACEDO RIBEIRO.pdf: 2991986 bytes, checksum: 8463528b8dcbb4e34f3d13129b71dc6c (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-07-03T12:40:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese JOSELITO DE MACEDO RIBEIRO.pdf: 2991986 bytes, checksum: 8463528b8dcbb4e34f3d13129b71dc6c (MD5) Previous issue date: 2014-12-09eng
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Salvadorpor
dc.publisher.departmentDesenvolvimento Regional e Urbanopor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUNIFACSpor
dc.publisher.programDesenvolvimento Regional e Urbanopor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectMandiocapor
dc.subjectCadeia Produtivapor
dc.subjectFarinhapor
dc.subjectSistema de Produçãopor
dc.subjectTerritórios de Identidadepor
dc.subject.cnpqCiências Sociais Aplicadaspor
dc.titleO sistema produtivo da mandioca e seu aproveitamento industrial no Estado da Bahia: estudo de caso nos territórios de identidade Portal do Sertão, Vitória da Conquista e Recôncavopor
dc.typeTesepor
Appears in Collections:Desenvolvimento Regional e Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese JOSELITO DE MACEDO RIBEIRO.pdfTese JOSELITO DE MACEDO RIBEIRO2,92 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.