???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unifacs.br/tede/handle/tede/469
Tipo do documento: Tese
Título: O sistema escravista colonial na América portuguesa: séculos c.XVII a c.XIX
Autor: KOSMINSKY , Nilton Jorge
Primeiro orientador: PEDRÃO, Fernando Cardoso
Primeiro membro da banca: RAMOS, Alba Regina Neves
Segundo membro da banca: GOMES, Carlos Alberto Costa
Terceiro membro da banca: SALES, Débora Lima Nunes
Quarto membro da banca: SAMPAIO, Marcos Guedes Vaz
Resumo: O sistema escravista colonial, objeto deste estudo, é um fenômeno que se constitui ao longo de um determinado período histórico: entre c.1620 e c.1820. Utiliza-se sistema como um conceito teórico e metodológico que permite uma aproximação historiográfica ao período, uma vez que julgam-se inadequados os conceitos de modo de produção e formação econômico-social utilizados pela literatura marxista, para explicar o referido momento. O elemento de essencialidade, já definido em sua nomenclatura, é o escravismo colonial, uma modalidade de trabalho compulsório, singular, implantado na América portuguesa. Destaca-se o evolver histórico do escravismo, acentuando o importante papel de Portugal e da região mediterrânea em seu estabelecimento. Discutem-se tanto a conceituação como os componentes do sistema escravista colonial e inserem-se temas como a brecha camponesa e as classes sociais imbricados à interpretação do fenômeno. Considera-se à plantation como a matriz do sistema escravista colonial, lócus de sua implantação e consolidação e espaço de irradiação do sistema para o conjunto da colônia. Sinaliza-se o relevante papel deste sistema na conformação da Revolução Industrial, assim como entende-se a essa determinante para o ocaso do mesmo.
Abstract: El sistema esclavista colonial, objeto de este estudio, es un fenómeno histórico que se configura aproximadamente entre los años 1620 y 1820. Se utiliza sistema como un concepto teórico y metodológico que permite una aproximación historiográfica a dicho período ya que se juzgan inadecuados los conceptos de modo de producción y formación económico-social utilizados hasta ahora por la literatura marxista, para explicar el referido momento. El elemento de esencialidad, definido en su nomenclatura, es el esclavismo colonial, una modalidad de trabajo compulsivo, singular, implantado en la América portuguesa. Al trabajar la evolución histórica de la esclavitud, se destaca el importante papel de Portugal y de la región mediterránea en su constitución. Se discuten tanto la conceptualización como los componentes del sistema esclavista colonial y se incluyen temas como la brecha campesina y las clases sociales, relacionados a la interpretación del fenómeno. La plantation es considerada la matriz del sistema esclavista colonial, lugar de su implantación y consolidación y espacio desde donde se irradia hacia al conjunto de la colonia. Se subraya el importante papel de este sistema en la conformación de la Revolución Industrial, así como el papel de ésta última en el ocaso del mismo.
Palavras-chave: sistema escravista colonial
Plantation
Trabalho compulsório
Capital mercantil
Área(s) do CNPq: Ciências Sociais Aplicadas
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Salvador
Sigla da instituição: UNIFACS
Departamento: Desenvolvimento Regional e Urbano
Programa: Desenvolvimento Regional e Urbano
Citação: KOSMINSKY , Nilton Jorge. O sistema escravista colonial na América portuguesa: séculos c.XVII a c.XIX. 2014. 196p. Tese Desenvolvimento Regional e Urbano - UNIFACS - Universidade Salvador, Salvador .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://teste.tede.unifacs.br:8080/tede/handle/tede/469
Data de defesa: 3-Apr-2014
Appears in Collections:Desenvolvimento Regional e Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese NILTON JORGE KOSMINSKY.pdfTese NILTON JORGE KOSMINSKY1,01 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.