???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.unifacs.br/tede/handle/tede/195
Tipo do documento: Dissertação
Título: O turismo como fator de descaracterização territorial e sociocultural: a experiência de Itapagipe
O turismo como fator de descaracterização territorial e sociocultural: a experiência de Itapagipe
Autor: Alfaya, Taiz Vieira 
Primeiro orientador: Silva, Jorge Antônio Santos
Primeiro membro da banca: Souza, Regina Celeste de Almeida
Segundo membro da banca: Spínola, Carolina Andrade
Resumo: Esta dissertação teve como objeto analisar os processos de descaracterização territorial e sociocultural provocadas pelas intervenções públicas realizadas no bairro da Ponta de Humaitá, Península de Itapagipe, realizadas para o desenvolvimento do Projeto Via Náutica. Inicialmente foi apresentado um panorama sobre a globalização, a cultura e sobre a sustentabilidade. A exploração desses conceitos permitiu que se encontrassem possíveis causas para gestos agressivos como as intervenções públicas realizadas na Ponta de Humaitá com objetivo de incentivar o turismo através de grandes projetos e assim alcançar um crescimento econômico. Foram abordados nesta dissertação os conceitos de crescimento e desenvolvimento econômico com a finalidade de mostrar que não há desenvolvimento sem a efetiva inclusão da sociedade e, para isso, é necessário atentar para o que essa sociedade tem de próprio e de legítimo. Esta dissertação teve como método a pesquisa qualitativa e que tem como método de procedimento o estudo de caso. Para o desenvolvimento deste estudo, foi necessário ir à campo onde foram aplicados questionários, aos agentes locais da Península de Itapagipe utilizando o método de pesquisa qualitativa e a partir destes resultados, dar continuidade a esta dissertação. O patrimônio territorial e sociocultural é um bem público. Entretanto, em determinados locais, como a Ponta de Humaitá, existe uma comunidade de habitantes que faz uso desse local para socializar, partilhar memórias e desenvolver atividades econômicas. Sendo assim, mesmo em se tratando de um bem público, não se pode modificar ou intervir no cotidiano físico e sociocultural de uma sociedade com promessas não cumpridas de melhorias e desenvolvimento local, através do turismo, para aquela população. O sentimento de pertencimento, de propriedade, de identidade e os vínculos afetivos estabelecidos com o local precisam ser considerados no instante de planejar qualquer ação que possa agredir um destes vértices. A preservação territorial, patrimonial, sociocultural e a memória coletiva de um povo deve ser prerrogativa obrigatória para qualquer intervenção, em qualquer lugar exista uma comunidade que faz parte desse, ambiente, desse espaço, deste lugar.
Abstract: This essay had as objetive to analyse the territorial and social cultural process modifications imposed by the public interventions in the area of Ponta do Humaitá, Itapagipe Peninsula, in order to implement the Via Náutica Project. In the beginning is presented a panorama about the globalization, culture and the sustentability. The examination of these concepts allowed the finding of possible causes for the aggressive way that the public interventions were made in Ponta de Humaitá with the objective of stimulating tourism through big projects, in order to achieve economic development. In this essay we deal with the concepts of growth and economic development with the objective of showing that there is no development without the effective inclusion of the society, and, for this, it is important to take into account the local population identity. The territorial and social cultural patrimony are public welfare, however some places like Ponta de Humaitá have a community of inhabitants that uses the area to socialize, share memories and develop economic activities; that is why, although it is a public space, it is not proper to modify or interfere in the fisical and social cultural quotidian of a society with non-accomplished promises of better conditions and local development through tourism to this region. The sense of belonging, property, identity and the effective boundings with the place need to be considered when planning any action that might offend any of this aspects. The territorial, patrimonial, social cultural and coletive memory preservation should be an obrigatory prerrogative for any intervention, in a place that have an community that is part of these environment, space and these place.
Palavras-chave: Turismo
Patrimônio Territorial
Patrimônio Cultural
Preservação Patrimonial
Memória Coletiva
Tourism
Territorial Patrimony
Cultural Patrimony
Patrimonial Preservation
Coletive Memory
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::TURISMO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Salvador
Sigla da instituição: UNIFACS
Departamento: Desenvolvimento Regional e Urbano
Programa: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e Urbano
Citação: ALFAYA, Taiz Vieira. O turismo como fator de descaracterização territorial e sociocultural: a experiência de Itapagipe. 2007. 155 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Urbano) - Universidade Salvador, Salvador, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://teste.tede.unifacs.br:8080/tede/handle/tede/195
Data de defesa: 23-Mar-2007
Appears in Collections:Desenvolvimento Regional e Urbano

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Taiz Vieira Alfaya 2007 - texto completo.pdf1,54 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.